Arquivo mensal: outubro 2011

Programação – Teodoro 91 anos!

Padrão

Anúncios

Boi e Tambor de Crioula Da Fé em Deus (MA) no aniversário de Seu Teodoro

Padrão

O Boi da Fé em Deus promete fazer uma bela apresentação - foto - Divulgação

Os tradicionais Boi e Tambor de Crioula da Fé em Deus (MA) confirmaram presença na festa de aniversário de 91 anos do Mestre Teodoro Freire, na quarta-feira( 9 de novembro), na Quadra 15 Área Especial no. 2, em Sobradinho, no Centro de Tradições Populares.  O evento será realizado das 10h às 21h, e possui acesso livre, com entrada gratuita e censura indicativa livre.

 Boi da Fé em Deus

Boi do sotaque de zabumba que há 73 anos faz parte do elenco de brincadeiras que colorem e enriquecem a cultura popular maranhense. Foi o primeiro grupo de bumba-meu-boi a inserir em sua indumentária elementos decorativos compondo desenhos no couro do boi, como miçangas e canutilhos, que deram um colorido e um brilho especial aos grupos de zabumba, que até hoje chamam atenção pela riqueza de seus bordados não só no couro do boi, mas também nos saiotes, chapéus e golas dos brincantes.

Tambor de Crioula da Fé em Deus

Esse é um dos mais antigos grupos, criado há 25 anos e mostra toda a tradição do Tambor de Crioula (uma manifestação da cultura afro maranhense).  Considerado Patrimônio Imaterial do Brasil, o Tambor de Crioula ou punga é uma dança de divertimento e costuma homenagear o padroeiro dos negros maranhenses,  São Benedito, padroeiro dos negros do Maranhão.

SOBRE O BUMBA-MEU-BOI

O Bumba-Meu-Boi é tido como uma das mais ricas representações do folclore brasileiro, surgiu através da união de elementos das culturas européia, africana e indígena. A festa do Bumba-Meu-Boi é uma espécie de ópera popular, cuja história se desenvolve basicamente em torno de um rico fazendeiro, um dos mais belos bois do seu plantel e o casal de trabalhadores da fazenda.

As brincadeiras do Boi começam no sábado de aleluia, quando acontecem os primeiros ensaios com todos os brincantes e quando são definidas as coreografias e as formas das danças. No dia 23 de junho, o Boi é batizado. A partir desse momento, estará pronto para participar de todas as brincadeiras e segue como principal atração das festas. O ciclo se fecha com a morte do Boi, que em Brasília, acontecerá no domingo, 21 de agosto, no barracão-sede do grupo Bumba-Meu-Boi de “seu” Teodoro, em Sobradinho/DF.

Tambor de Crioula do Seu Teodoro

O Tambor-de-Crioula de Seu Teodoro será batizado nesse mesmo dia, apresentando indumentárias novas de Coureiras e Coureiros. O grupo criado pelo Mestre há 48 anos (uma das paixões dele), prestará uma grande homenagem ao anfitrião Mestre Teodoro, Cidadão Honorário de Brasília – DF.

Seu Teodoro Freire

Ele é o grande responsável pela presença do Bumba-Meu-Boi em Brasília. A história de Seu Teodoro Freire mistura-se com a história da capital de todos os brasileiros. Ele veio para Brasília em 1962, para trabalhar na UNB e no ano seguinte deu início aos seus projetos Culturais – O Bumba-meu-boi e Tambor-de-crioula-, entre outras festas religiosas, buscando preservar a cultura maranhense. O reconhecimento do Estado pela contribuição dele à cultura brasileira foi oficializado em 8-11-2006, quando recebeu das mãos do, então, presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, a Ordem do Mérito Cultural. Seu Teodoro também possui outras paixões: o futebol e seu amado Flamengo e o Carnaval e seu querida escola Estação Primeira de Mangueira. Ele acredita que verá a conquista do sétimo campeonato brasileiro do Flamengo ainda neste ano de 2011.

Informações para o público:  9669 1020

Assessoria de Imprensa –Marcos Linhares – 8405-8290 – Vitor Ferns – 8167 3838

O grupo carnavalesco do Maranhão “Bicho Terra” no aniversário dos 91 anos de Seu Teodoro!

Padrão

Grupo Bicho Terra - foto de Márcio Vasconcelos

O Grupo carnavalesco do Maranhão “Bicho Terra” também confirmou presença e promete colocar todo mundo para dançar no evento de comemoração dos 91 anos de Seu Teodoro Freire, na quarta-feira( 9 de novembro), na Quadra 15 Área Especial no. 2, em Sobradinho, no Centro de Tradições Populares.  O evento será realizado das 10h às 21h, e possui acesso livre, com entrada gratuita e censura indicativa livre.

Grupo carnavalesco do Maranhão “Bicho Terra”

De acordo com informações do poeta Joevah França, “dando vida as variadas formas de brincar o carnaval do Maranhao , o Bicho-Terra nao erra pelos desvaos das terras inférteis de falta de identidade cultural como tantos outros por aí e canta as suas raízes, cores e ritmos mil: pelos cantos guerreiros de tribos de índios; pelo banzo de afoxés de negro – mina – Jeje – Nagô; pelos príncipes e súditos folioes da cadencia dos blocos tradicionais; pela sujeira da caieira de molambos maltrapilhos da alegria dos Baralhos e blocos de sujos, sob saraivadas de frevos e marchinhas e confetes de saudades. O espetáculo é carnaval! Apresenta-se sob essa variedade de ritmos e de danças, cantando as liçoes da natureza, num cenico-musical que alia a mímica e o grasnar dos animais, na relaçao entre os reinos vegetal, mineral e animal, todos na corda bamba do desequilíbrio da vida simbolizada nas rústicas fantasias e máscaras: trágicas e alegres, de peleja e folia, de choro e riso, de sino e de guizo, tilintando e berrando neste planeta Terra”. O grupo é composto por membros da Cia. Barrica (MA).

Companhia Barrica
Grupo artístico de São Luís do Maranhão, premiado com a Ordem do Mérito Cultural do Brasil, com 26 anos de permanente atuação voltada para a valorização e afirmação da cultura popular brasileira, apresentando em seus espetáculos uma variedade de danças, ritmos, músicas e indumentárias das maiores festas tradicionais do Brasil: os festejos de São João, o Natal e as folias Carnavalescas e também no exterior.
A Festa

Será uma a grande celebração do aniversário de 91 anos de Seu Teodoro Freire ao ritmo de muita cultura popular. No auto de seu quase um século de existência e com uma sanidade mental invejável, o “Seu Teodoro do Bumba-meu-boi” receberá uma comemoração digna de sua bagagem cultural. Família, amigos, autoridades, comunidade, artistas locais e grupos culturais vindo do Maranhão, com presenças já confirmadas da Cia Barrica e do Tambor-de-crioula e Boi da Fé Em Deus, farão dessa festa uma homenagem singular.

Tambor de Crioula

O Tambor-de-Crioula de Seu Teodoro será batizado nesse mesmo dia, apresentando indumentárias novas de Coureiras e Coureiros. O grupo criado pelo Mestre há 48 anos (uma das paixões dele), prestará uma grande homenagem ao anfitrião Mestre Teodoro, Cidadão Honorário de Brasília – DF.

 

Seu Teodoro Freire

Ele é o grande responsável pela presença do Bumba-Meu-Boi em Brasília. A história de Seu Teodoro Freire mistura-se com a história da capital de todos os brasileiros. Ele veio para Brasília em 1962, para trabalhar na UNB e no ano seguinte deu início aos seus projetos Culturais – O Bumba-meu-boi e Tambor-de-crioula-, entre outras festas religiosas, buscando preservar a cultura maranhense. O reconhecimento do Estado pela contribuição dele à cultura brasileira foi oficializado em 8-11-2006, quando recebeu das mãos do, então, presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, a Ordem do Mérito Cultural. Seu Teodoro também possui outras paixões: o futebol e seu amado Flamengo e o Carnaval e seu querida escola Estação Primeira de Mangueira. Ele acredita que verá a conquista do sétimo campeonato brasileiro do Flamengo ainda neste ano de 2011.

Informações para o público:  9669 1020

Assessoria de Imprensa –Marcos Linhares – 8405-8290 – Vitor Ferns – 8167 3838

Espetáculo “Natalina da Paixão”, da Cia Barrica, no aniversário de Seu Teodoro

Padrão

Pela primeira vez, A Cia. Barrica (MA) apresentará em Brasília, o espetáculo "Natalina da Paixão"- foto de Márcio Vasconcelos

A Cia. Barrica (MA) promete muitas emoções na festa de celebração do aniversário de 91 anos do Mestre Seu Teodoro Freire, na quarta-feira( 9 de novembro), na Quadra 15 Área Especial no. 2, em Sobradinho, no Centro de Tradições Populares.  Com a presença confirmada, eles farão uma apresentação de Natalina da Paixão.

Natalina da Paixão

É um espetáculo musical que envolve rituais, danças e ritmos dos “Festejos de Natal” e da “Quaresma”. São cânticos e canções em gêneros como marchinhas, valsas, chorinhos, chorados, baiões, guarânias, minas e outras batucadas típicas de cordões de “Reis”, “Pastores” e “Pastorais”. São cantos de luz, são cânticos de vida, divina labuta a ofertar pão, perdão e vinho, na sagrada palavra, na lavra do amor e carinho.O figurino veste os homens de “Cristinas de Jesus”, dando luz à “Fé Menina” de todos os tempos, eternizadas nas “Mutucas do Senhor”, como personagem simbólico do folguedo. As indumentárias são chambres brancos, adornados com flores, medalhas e fitinhas santas. Os brincantes levam às mãos um cajado enfeitado também de flores e motivos natalinos. As mulheres, no momento do auto, comparecem, por sua vez, representando os patriarcas do povo de Deus com suas túnicas coloridas feitas de pano de rede, usando lenços de cetim à cabeça. As crianças também marcam presença indo ao cortejo, simbolizando o Espírito Santo. O elenco formado por músicos, dançarinos e cantores seguem pelas ruas, de porta em porta, recebendo e oferecendo pão e vinho ao povo, em procissão.
Companhia Barrica
Grupo artístico de São Luís do Maranhão, premiado com a Ordem do Mérito Cultural do Brasil, com 26 anos de permanente atuação voltada para a valorização e afirmação da cultura popular brasileira, apresentando em seus espetáculos uma variedade de danças, ritmos, músicas e indumentárias das maiores festas tradicionais do Brasil: os festejos de São João, o Natal e as folias Carnavalescas e também no exterior.  Além de Natalina da Paixão, eles também trarão o grupo carnavalesco, Bicho Terra, composto por integrantes da Companhia.
A Festa

Será uma a grande celebração do aniversário de 91 anos de Seu Teodoro Freire ao ritmo de muita cultura popular. No auto de seu quase um século de existência e com uma sanidade mental invejável, o “Seu Teodoro do Bumba-meu-boi” receberá uma comemoração digna de sua bagagem cultural. Família, amigos, autoridades, comunidade, artistas locais e grupos culturais vindo do Maranhão, com presenças já confirmadas da Cia Barrica e do Tambor-de-crioula e Boi da Fé Em Deus, farão dessa festa uma homenagem singular.

Tambor de Crioula

O Tambor-de-Crioula de Seu Teodoro será batizado nesse mesmo dia, apresentando indumentárias novas de Coureiras e Coureiros. O grupo criado pelo Mestre há 48 anos (uma das paixões dele), prestará uma grande homenagem ao anfitrião Mestre Teodoro, Cidadão Honorário de Brasília – DF.

Seu Teodoro Freire

Ele é o grande responsável pela presença do Bumba-Meu-Boi em Brasília. A história de Seu Teodoro Freire mistura-se com a história da capital de todos os brasileiros. Ele veio para Brasília em 1962, para trabalhar na UNB e no ano seguinte deu início aos seus projetos Culturais – O Bumba-meu-boi e Tambor-de-crioula-, entre outras festas religiosas, buscando preservar a cultura maranhense. O reconhecimento do Estado pela contribuição dele à cultura brasileira foi oficializado em 8-11-2006, quando recebeu das mãos do, então, presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, a Ordem do Mérito Cultural. Seu Teodoro também possui outras paixões: o futebol e seu amado Flamengo e o Carnaval e seu querida escola Estação Primeira de Mangueira. Ele acredita que verá a conquista do sétimo campeonato brasileiro do Flamengo ainda neste ano de 2011.

Informações para o público:  9669 1020

Assessoria de Imprensa –Marcos Linhares – 8405-8290 – Vitor Ferns – 8167 3838

Mestre Teodoro Freire, 91 anos! Comemoração com artistas do DF e do Maranhão

Padrão

O Boi Barrica (MA) será uma das atrações da festa de aniversário de 91 anos do Seu Teodoro. Eles apresentarão o espetáculo "Natalina" - foto - Márcio Vasconcelos

Na quarta-feira (9 de novembro), a Quadra 15 Área Especial no. 2, em Sobradinho, no Centro de Tradições Populares, das 10h às 21h, será realizada a grande celebração do aniversário de 91 anos de Seu Teodoro Freire ao ritmo de muita cultura popular. No auto de seu quase um século de existência e com uma sanidade mental invejável, o “Seu Teodoro do Bumba-meu-boi” receberá uma comemoração digna de sua bagagem cultural. Família, amigos, autoridades, comunidade, artistas locais e grupos culturais vindo do Maranhão, com presenças já confirmadas da Cia Barrica com espetáculo “A Natalina da Paixão” e Bicho Terra, além do Tambor-de-crioula e Boi da Fé Em Deus.

Tambor de Crioula

Tambor-de-Crioula de Seu Teodoro será batizado nesse mesmo dia, apresentando indumentárias novas de Coureiras e Coureiros. O grupo criado pelo Mestre há 48 anos (uma das paixões dele), prestará uma grande homenagem ao anfitrião Mestre Teodoro, Cidadão Honorário de Brasília – DF.

 

Seu Teodoro Freire

Ele é o grande responsável pela presença do Bumba-Meu-Boi em Brasília. A história de Seu Teodoro Freire mistura-se com a história da capital de todos os brasileiros. Ele veio para Brasília em 1962, para trabalhar na UNB e no ano seguinte deu início aos seus projetos Culturais – O Bumba-meu-boi e Tambor-de-crioula-, entre outras festas religiosas, buscando preservar a cultura maranhense. O reconhecimento do Estado pela contribuição dele à cultura brasileira foi oficializado em 8-11-2006, quando recebeu das mãos do, então, presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, a Ordem do Mérito Cultural. Seu Teodoro também possui outras paixões: o futebol e seu amado Flamengo e o Carnaval e seu querida escola Estação Primeira de Mangueira. Ele acredita que verá a conquista do sétimo campeonato brasileiro do Flamengo ainda neste ano de 2011.

 

Construção da nova Sede do Boi

Atualmente, um dos maiores sonhos dele é a construção da nova sede do Centro de Tradições Populares, que só será possível por meio da garantia de recursos junto ao Governo do Distrito Federal e iniciativa privada. Mestre Teodoro deseja inaugurá-la numa uma grande festa popular em 2012, dentro das comemorações do cinquentenário do Bumba-meu-boi e Tambor-de-crioula de Seu Teodoro. Será lançado neste mesmo dia o projeto arquitetônico das novas instalações do Centro de Tradições Populares, cujos objetivos são: a manutenção deste Patrimônio Cultural Imaterial do Governo do Distrito Federal, promoções de intercâmbio cultural entre Brasília -DF / Maranhão, entre outras unidades da federação, e ainda uma parceria planejada para atender os anseios da comunidade do Distrito Federal, com atenção especialmente voltada para as Escolas Públicas e Zonas rurais.

Grupos participantes

 

Companhia Barrica – grupo artístico de São Luís do Maranhão, premiado com a Ordem do Mérito Cultural do Brasil, com 26 anos de permanente atuação voltada para a valorização e afirmação da cultura popular brasileira, apresentando em seus espetáculos uma variedade de danças, ritmos, músicas e indumentárias das maiores festas tradicionais do Brasil: os festejos de São João, o Natal e as folias Carnavalescas e também no exterior.

Grupo carnavalesco do Maranhão “Bicho Terra”– De acordo com informações do poeta Joevah França, “dando vida as variadas formas de brincar o carnaval do Maranhao , o Bicho-Terra nao erra pelos desvaos das terras inférteis de falta de identidade cultural como tantos outros por aí e canta as suas raízes, cores e ritmos mil: pelos cantos guerreiros de tribos de índios; pelo banzo de afoxés de negro – mina – Jeje – Nagô; pelos príncipes e súditos folioes da cadencia dos blocos tradicionais; pela sujeira da caieira de molambos maltrapilhos da alegria dos Baralhos e blocos de sujos, sob saraivadas de frevos e marchinhas e confetes de saudades. O espetáculo é carnaval! Apresenta-se sob essa variedade de ritmos e de danças, cantando as liçoes da natureza, num cenico-musical que alia a mímica e o grasnar dos animais, na relaçao entre os reinos vegetal, mineral e animal, todos na corda bamba do desequilíbrio da vida simbolizada nas rústicas fantasias e máscaras: trágicas e alegres, de peleja e folia, de choro e riso, de sino e de guizo, tilintando e berrando neste planeta Terra”.

Boi  da Fé em Deus (MA) – do sotaque de zabumba, que há 73 anos faz parte do elenco de brincadeiras que colorem e enriquecem a cultura popular maranhense. Foi o primeiro grupo de bumba-meu-boi a inserir em sua indumentária elementos decorativos compondo desenhos no couro do boi, como miçangas e canutilhos, que deram um colorido e um brilho especial aos grupos de zabumba, que até hoje chamam atenção pela riqueza de seus bordados não só no couro do boi, mas também nos saiotes, chapéus e golas dos brincantes;

SOBRE O BUMBA-MEU-BOI

 

O Bumba-Meu-Boi é tido como uma das mais ricas representações do folclore brasileiro, surgiu através da união de elementos das culturas europeia, africana e indígena. A festa do Bumba-Meu-Boi é uma espécie de ópera popular, cuja história se desenvolve basicamente em torno de um rico fazendeiro, um dos mais belos bois do seu plantel e o casal de trabalhadores da fazenda. As brincadeiras do Boi começam no sábado de aleluia, quando acontecem os primeiros ensaios com todos os brincantes e quando são definidas as coreografias e as formas das danças. No dia 23 de junho, o Boi é batizado. A partir desse momento, estará pronto para participar de todas as brincadeiras e segue como principal atração das festas. O ciclo se fecha com a morte do Boi.

Informações para o público:  9669 1020

Assessoria de Imprensa –Marcos Linhares – 8405-8290 – Vitor Ferns – 8167 3838