Arquivo da categoria: Na imprensa

Matéria do Caderno Divirta-se Mais do Correio Braziliense-21/06/2013

Padrão

http://df.divirtasemais.com.br/app/noticia/programe-se/2013/06/21/noticia_programese,142552/boi-de-seu-teodoro-celebra-50-anos-com-tres-dias-de-festa-junina.shtml

Boi de Seu Teodoro celebra 50 anos com três dias de festa junina

O pessoal do conjunto criado no DF pelo maranhense Teodoro, um dos principais grupos de bumba meu boi do Brasil, promete uma festa repleta da riqueza da cultura

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar

Publicação:21/06/2013 06:14Atualização:20/06/2013 18:04

O boi de Seu Teodoro comemora 50 anos com três dias de festa junina (Zuleika de Souza/CB/D.A Press)

O boi de Seu Teodoro comemora 50 anos com três dias de festa junina

O Boi de Seu Teodoro contabiliza 50 anos de atividades e, para celebrar, realiza o São João dos 50 Anos do Boi de Seu Teodoro, desta sexta (21/6) a domingo (23), sempre a partir das 15h, no Centro de Tradições Populares (Qd. 15, AE 2), em Sobradinho. O pessoal que mantém o conjunto criado no DF pelo maranhense Teodoro, um dos principais grupos de bumba meu boi do Brasil, promete uma festa repleta da riqueza da cultura popular, com grupo de forró, quadrilha, e comida junina.

Mais que festejar são-joão, o evento encerra o Ciclo do Bumba Meu Boi, que começa no sábado de Aleluia e vai até o sábado que antecede a véspera do dia de São João. Circo Teatro Artetude, grupo Pé de Cerrado, Alex Júnior e Banda, Márcio Texano e Nilson Freire são algumas das atrações. Os dois eventos têm entrada franca e classificação indicativa livre

Bela matéria sobre nossa Festa no Correio Braziliense – 22-06-2013

Padrão

São-joão do boi-bumbá faz 50 anos e fim de semana é de comemorações

São-joão do boi-bumbá faz 50 anos e fim de semana é de comemoraçõesHoje e amanhã, o Centro de Tradições Populares de Sobradinho está em festa. Aberto a todos os brasilienses, o espaço comemora com muita música e dança, a lenda do bumba meu boi, trazida do Maranhão pelo então mestre Seu Teodoro, que morreu em 2012

http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2013/06/22/interna_cidadesdf,372817/sao-joao-do-boi-bumba-faz-50-anos-e-fim-de-semana-e-de-comemoracoes.shtml

Luiz Calcagno

Publicação: 22/06/2013 06:01 Atualização:

Sarmara Paxeco assistiu pela primeira à apresentação do bumba meu boi:'Fiquei encantada com tudo' (Bruno Peres/CB/D.A Press)
Sarmara Paxeco assistiu pela primeira à apresentação do bumba meu boi:”Fiquei encantada com tudo”

Brasilienses celebram, hoje e amanhã, o são-joão dos 50 anos do boi de Seu Teodoro. As festividades foram abertas ontem sob o som do Hino Nacional tocado na viola e na zabumba, e com o boi-bumbá dançando entre estudantes de escolas públicas no Centro de Tradições Populares de Sobradinho. A fera de chifres e estrela na testa encarnou e saudou os visitantes com as músicas do grupo cultural Mambebrincante, saltando e até curvando a cabeça para receber carícias dos pequenos. As crianças também dançaram ciranda. A festa é gratuita e para todas as idades.

Entre os estudantes, o boi, com sua dança maluca, fez brilhar os olhos de Samara Paxeco Lopes, 15 anos, do Centro Educacional Dona América Guimarães. Ela nunca tinha visto uma apresentação da doce fera antes. “Foi minha primeira vez, embora seja algo tradicional no meu país. Fiquei encantada com tudo. É diferente e muito bonito”, afirmou. Antes das apresentações, elas fizeram um tour pelo Centro de Tradições Populares.

Programação

Hoje
15h – Roda de Prosa – Tema: Cultura do DF
16h – Transmissão ao vivo – Jogo Brasil x Itália (Copa das Confederações)
17h45 – Arraial de Palhaças Doutoras, Música e Riso (DF)
18h15 – Tambor de Crioula de Seu Teodoro (DF)
19h – Quadrilha Chamegos do Ó (Setor O de Ceilândia)
19h45 – Forró Cuscuz com Leite (DF)
21h – Pé de Cerrado
22h15 – Alex Júnior e banda (DF)
23h30 – Márcio Texano (DF)
0h45 – Nilson Freire (DF)

Amanhã
15h – Roda de Prosa — Tema: Cultura do DF
16h – Centro Cultural Grito de Liberdade, Mestre Cobra (Capoeira-DF)
17h – Banda Muito Bom Gostoso (DF)
18h – Tambor de Crioula Raízes da Ilha (São Luís, Maranhão)
19h – Tambor de Crioula de Seu Teodoro (DF)

Carnaval 2012 -Saímos no Bom Dia DF (Globo) – Seu Teodoro em Planaltina – 20/02/2012

Padrão

Clique no link e assista a matéria.

Mamãe Taguá ocupa Praça do DI, em Taguatinga, nesta segunda

Bloco formado há 18 anos tem até ‘jegue high tech’ para animar foliões. Neste domingo, Planaltina teve Tambor de Crioula e o Boi de Seu Teodoro.

Do G1 DF , com informações do BDDF

O bloco Mamãe Taguá, um dos mais tradicionais do Distrito Federal, toma as ruas de Taguatinga nesta segunda-feira (20).

Formado há 18 anos por um grupo de artistas, o bloco mostra em suas alegorias  e na música sua influência nordestina, com uma mistura de forró, maracatu, frevo e marchinhas.

O equipamento de som do bloco funciona em um “jegue high tech”, para animar os foliões. A concentração é na QNB 14, em Taguatinga. Às 17h, o bloco sai em direção à Praça do DI.

Carnaval no DF

Em Planaltina, o Tambor de Crioula animou o centro da cidade. Na feira da cidade, o Boi de Seu Teodoro garantiu a folia.

No Plano Piloto, a festa neste domingo foi garantida pelo Blobo do Pacotão, com sua irreverência e ironia política. Neste ano, o tema do bloco foi a Lei da Ficha Limpa

 

 

Uma casa para o Bumba meu boi

Padrão

Publicado no Correio Braziliense- 14/02/2012

Uma casa para o Bumba meu boi

Gabriela de Almeida

O herdeiro da arte: Guará busca apoio para tirar a nova sede do papel nos próximos cinco anos

Depois da morte de Seu Teodoro, há pouco menos de um mês, a família reúne forças para tocar seus projetos, como a construção de um espaço destinado a apresentações e oficinas

As paredes da casa de dona Maria José, em Sobradinho, mostram que por ali morou um apaixonado. Um louco de amor pelo Maranhão, pelo bumba meu boi, pelo tambor de crioula, pelo Flamengo e pela família. Cada cantinho da casa onde vivia Seu Teodoro tem uma referência a uma dessas paixões. Nas paredes, bandeiras, fotos e homenagens. “Esta foto aqui é de quando ele ajudou a fundar uma biblioteca”, aponta Maria José para uma imagem de Seu Teodoro rodeado de livros. “Ele adorava ler”, completa a viúva.
Teodoro Freire faleceu em 15 de janeiro e os seus pertences ainda estão intactos. O chapéu de palha com uma fita vermelha e preta, que era uma de suas marcas registradas, permanece pendurado na parede do quarto. No armário, as roupas continuam alinhadas e o altar ao qual ele costumava recorrer para as preces está do mesmo jeitinho que ele deixou. Nada mudou. “Parece que ele está viajando e que logo vai voltar”, diz Maria José, esposa com quem Seu Teodoro viveu meio século.
Na sala de estar, ao lado da televisão, uma urna chama atenção. É nela que estão as cinzas do grande responsável por trazer a Brasília a cultura popular maranhense há 50 anos. Para os familiares e amigos a saudade não cessa, mas a vida segue. Pai de 11 filhos, Seu Teodoro tinha o sonho de ver erguida a nova sede, mais ampla, que, se tudo sair como no projeto, será construída no mesmo terreno que o grupo ocupa em Sobradinho.
A intenção é que o novo espaço seja palco das apresentações, mas também sirva como local de hospedagem dos grupos que vêm de fora, além de servir para a comunidade, com oficinas e atendimentos odontológicos. “Nossa esperança é que tudo esteja pronto em até cinco anos”, anseia Guarapiranga, filho caçula de Seu Teodoro e Maria José.
Para que a nova sede saia do papel é preciso dinheiro. “Estamos tentando com deputados, mas é uma ciumeira. Se falamos com um, o outro fica chateado, e assim por diante. O vice-governador se mostrou favorável e quer ajudar, mas até agora não temos nada”, explica Guarapiranga.
“Guará”, de 37 anos, foi eleito pelo próprio pai para tocar os planos do Centro de Tradições Populares de Seu Teodoro. A primeira providência foi cumprir a agenda mesmo com tão pouco tempo após a morte. O grupo se apresentou no último dia 4, na Quadra 831 de Samambaia. “Foi bonito, tinha muita gente. O público estava bem animado e não foi a choradeira que eu achei que seria”, lembra ele.
Até 19 de fevereiro, Guará e o grupo vão passar por Sobradinho e Brazlândia com o projeto Bumba Meu Boi e Tambor de Ccrioula do Seu Teodoro nas feiras do Distrito Federal. Depois, eles se preparam para apresentações em escolas públicas. “É importante que a gente ensine para as crianças o valor da cultura popular”, orgulha-se o filho.
Os ensaios vão começar no sábado de aleluia e seguirão até o dia de São João, em 24 de junho, quando acontecerá o batizado do boi. Depois, o grupo vai para o Maranhão para os festejos juninos de lá. Em agosto, será realizada a 49ª festa de morte do boi. A capital do estado que tanto enchia de orgulho Seu Teodoro completará 400 anos em 8 de setembro.
Homenagem  Guarapiranga pretende levar as cinzas do pai para a capital maranhense para homenagear a cidade e o patriarca. “Ele queria muito ter vivido até o quarto centenário (de São Luís). Pena que faltaram oito meses”, lamenta o filho. No dia da morte do artista, o prefeito João Castelo decretou luto oficial de três dias.
Teodoro Freire nasceu em São Vicente de Férrer, cidade localizada a 280km da capital. O município tem o menor PIB do país e pouco mais de 20 mil habitantes. Antes de vir para Brasília, morou no Rio de Janeiro, onde se apaixonou pelo Flamengo. A mudança para a capital do Brasil, em 1962, foi um pedido do então diretor da Fundação Cultural, o poeta Ferreira Gullar.
O legado: Seu Teodoro chegou a Brasília em 1962, graças a um convite do poeta Ferreira Gullar (Kléber Lima/CB – 9/11/11)
sonobrrasil  O legado: Seu Teodoro chegou a Brasília em 1962, graças a um convite do poeta Ferreira Gullar